0

O câncer colorretal é caracterizado por tumores que aparecem no intestino grosso e no reto. Existem diversos tipos, entre eles, tumores associados a formação de pólipos, que nada mais são do que alterações na parede do intestino que formam elevações. Os pólipos crescem ao longo de anos, causando sangramentos, diarreia, entre outros sintomas. O diagnóstico é simples, mas caso não sejam removidos, os pólipos podem se tornam um câncer.
Diversos estudos conectam a aparência de pólipos e sua evolução para câncer com certas alterações genéticas. Isso significa que o risco de ter câncer colorretal é maior para pessoas cuja família possui um membro que já teve a doença. A polipose adenomatosa familiar; que pode evoluir para câncer em quase 100% dos casos, o câncer colorretal hereditário sem polipose, as síndromes de Gardner, Lynch e Peutz-Jeghers são as principais doenças que podem acometer diversos membros de uma família, uma vez que a genética contribui para o seu aparecimento. Além disso, tais doenças também estão associadas a maior risco de câncer colorretal. Por isso, caso você sofra com alguma dessas doenças ou possui familiares acometidos, o mais indicado é consultar um médico e realizar um exame genético.
Este exame tem o poder de determinar seu risco genético de desenvolvimento de câncer colorretal, além de te informar sobre as estratégias mais indicadas para prevenção!
O câncer colorretal é um dos tipos mais comuns de câncer e, embora sua taxa de mortalidade venha caindo, ele ainda significa um sério risco para a saúde.
Cuide de você e de quem você ama, previna-se!

Leave a Reply

The Castle
Unit 345
2500 Castle Dr
Manhattan, NY

T: +216 (0)40 3629 4753
E: [email protected]